Slide toggle

Bem vindos ao meu site

Obrigado pela visita ao meu portal! Aqui você encontra informações sobre minha produção em arte, literatura, ilustração e Design. E também pode adquirir meus produtos oficiais, ou fazer download de conteúdo gratuito.

Thanks for visiting my portal! Here you can find information about my production in art, literature, illustration and design. And you can also get my official products, or download free content.

Contatos

Seg. - Sex. 12:00 às 21:00 São Paulo - SP [email protected] [email protected]

Categoria: Photoshop

O Crespo livre, a beleza negra e inspirações estéticas de Mucha ao Afrofuturismo

Estou iniciando um novo projeto de ilustração com o nome temporário de “Negras, Raizes” cujo o foco são retratos de mulheres negras. read more

Capas – Livro de Português 2

Seguindo com os posts sobre capas, como eu tinha prometido
Seguem mais três propostas:

 

Esta foi uma das minhas primeiras ideias. Estava buscando algo limbo e elegante , com uma cor forte  e imagens  da cultura do Brasil.
Daquela primeira idéia, fiz esta segunda, tirando a imagem da Estação da luz (museu da língua portuguesa) e usando uma imagem mais comum (e com direitos de reprodução livre)
Ainda buscando algo elegante e bem limpo.
Esta terceira versão teve como fatores a mudança do titulo do livro e o fato que ele não teria contra capa, e sim, uma capa invertida (no estilo 2 livros em um “vira-vira”) um dos lados fica o livro de gramática e redação e do outro o livro de literatura.
Novamente, uso de imagem de direito livre, mantendo o padrão do primeiro design, porém um pouco mais “lotada” de conteúdo.

Capa – Livro de Português

Estou trabalhando com capas ultimamente, e geralmente faço várias versões para um livro.
Este caso em especial foi minha primeira capa e eu tinha algumas ideias que gostaria de botar em prática.
O resultado é que tenho muitas capas para livro de português e gramática que não foram aprovadas hehe.
A capa escolhida para este projeto foi a branca com o tinteiro e a caneta. Esses outros são alguns bonecos que fiz.
Depois posto mais algumas ideias que ficaram só no layout.

Eternal Sunshine Of The Spotless mind – TNTema


O TNTema esta com a proposta este mês sobre o seu filme favorito.
Um dos meus filmes favoritos sem duvida é “Brilho Eterno…”
Fiz esta brincadeirinha com lápis de cor e lápis grafite, só pra tirar a poeira deles hehe.

até breve com mais novidades por aqui!

Animação 2



Como prometido mais alguns cenários da animação, são da primeira parte e esta quase toda pronta. Nas próximas quem sabe já posto cenários mais urbanos da segunda parte da animação.

Essas ilustração foram feitas diretamente no photoshop usando um pouco de tablet tb.

abraço.

Queimamos Natividade… era uma noite de festa.

Técnica: Nanquim, acrílica, xilo, photoshop.

Mais uma ilustração para o TNTema. Fiz essa ilustração hoje de manhã rapidinho e finalizei no ps. O tema desse mês é Brasil, um ótimo tema para ilustradores mostrarem qual é a imagem do nosso país, vai aparecer muito verde e amarelo, muito futebol e muita critica.
A minha é meio critica, meio memorial.
abraços.

Tntema – Fantasma!

tecnica- pintura digital (ps)

essa eu fiz só pra não deixar de participar do tema fantasmas do blog TnTema, varios trabalhos bem legais por lá.
Essa minha idéia fui desenvolvendo nas horas livres do trabalho, juntando fantasmas bonzinhos do cinema. a pintura ficou bem basicona tb hehe mas depois eu melhoro ela.
para quem não reconheceu os garotos (pq não sou muito bom em cartunizar as pessoas hehe)
Malcon – Bruce Willis em o Sexto Sentido
Sam- Patrick Swayze em Ghost, um cráaacico da sessão da tarde
e o gasparzinho até que ficou igual, só que bombadão heheh
abraços

Animação

Estou trabalhando em uma animação com um amigo. Este nosso projeto tem uns 9 anos e era uma HQ, mas ano passado resolvemos fazer uma animação. este é um dos cenários que estou fazendo.
Um mês e meio trabalhando e temos quase 1 minuto de animação hahaha. Animação é um trabalho dificil, mas agora faltam só 9 minutos para acabarmos esse primeiro ep.

Estou pintando os cenários no photoshop com tablet enquanto meu amigo, Eduardo, esta fazendo as animações principais, trabalhando a mão, praticamente um Ub Iwerks haha.

Nos desejem sorte!

abraços

Capa Revolução dos Bichos

Em 2003 quando eu entrei na escola técnica, ainda se cultivava a tradição de pintar os bixos do vestibulinho.
Neste ano porém, eu mais um grupo de bixos iniciamos o ato que ficou conhecido como ” A Revolução dos Bixos” e saímos pintando todos os veteranos que queriam pintar agente (Só pela diversão).
Infelizmente eles não aceitaram muito isso, quase saiu briga baixa ( com dedo no olho e rasteira pelas costas). Caiu sobre nós a estigma de “Bixos Eternos” uma lenda que nunca se concretizou, até porque os veteranos vão embora, e os que ficaram, ou voltam, se tornam amigos. era assim no KK (Carlos de Campos).

Bom, anedotas a parte, essa semana estou trabalhando em capas para meus livros favoritos e a primeira que fiz foi A Revolução dos Bichos, tanto por já ter feito parte de uma, como pela qualidade que vejo nesse livro. Esta entra para meu portfólio.

abraços

Atualizando: Contra capa como o Luiz pediu 🙂

Ilustração Livro infantil

Olá pessoal, estou voltando depois de um tempo sem postar. finalmente meu tcc esta pronto!
Para marcar a volta estou postando esta ilustra. Ela faz parte de um projeto de um livro infantil que estou fazendo. iniciei na aquarela, mas a pintura ficou mais no photoshop. Em breve (com um pouco de sorte) posto a segunda ilustração.

abraços aos que passarem por aqui.

Princesa da Paz – Estudo Retrato

Este desenho é um estudo feito primeiro com grafite sobre um papel colorido. depois apenas como um estudo de camadas misturei algumas coisas no photoshop. junto com o desenho, um texto poético.

abraços a todos.

 

Para a princesa da paz

 

 

Perco-me em seu olhar

E no sorriso que nunca vi

Leva-me para outro lugar

Desperta o melhor de mim.

 

 

Um jeito doce e forte

Que presenteia aos que tem sorte

Longe, mas nunca distante

Visita meus sonhos toda noite.

 

 

Com sua voz suave

Suas falas fortes

Encantos de uma sereia

Em cantos dissonantes.

 

 

Quem dera me perder nos seus braços

Achar-me em seus lábios,

Morrer em seus beijos

E no seu olhar, ressuscitar.

 

 

Não é só beleza sua força

Mas principalmente seu coração

A magia do seu jeito

A vontade de acreditar

Que presenteiam todos a sua volta

Que a levará a aonde quer chegar.

 

 

Não existem rosas com seu nome

Nem poderiam encontrar,

Pois não existe nada mais doce

Não existe beleza a se comparar.

Capa alternativa Fabulário

Essa ilustra foi uma capa teste para a revista do “Fabulário“, se vc frequenta o blog já sabe o que é, se não, o Fabulário é um coletivo de arte e literatura que faço parte. a nova edição tem uma ligação com fausto, e a noite de Walpurgis (uma noite das bruxas pode se dizer, onde vários seres estranhos fazem a festa e tem uma referencia no Fausto do Goethe ) foi escolhida como tema possivel para a capa.

para mais detalhes vejam o blog do Fabulário.

Janela Interna

Fiz essa ilustração para um conto que publiquei no blog do Fabulário. O conto chama-se “Janela Interna” e é um teste para meu tcc. não deixem de visitar o blog!
apenas para atualizar.
boa semana a todos.

Coisas do Passado proximo.

Este trabalho fiz em uma agencia de publicidade para um supermercado do ABC ano passado. era pra um folheto de eventos que a cooperativa costuma fazer .

tinha pouco tempo para fazer rascunhos de aprovação e terminar. (como sempre)
escolhi fazer traços simples no illustrator e pintar no photoshop

Postagem de Fim de ano

Para finalizar o ano vou postar alguns desenhos e ilustrações decorrentes desses 12 longos/curtos meses

bom 2009 a todos nós.

Esta foi para o ETC&Traço com o tema Samurai + Espaço

Faroeste Caboclo: esta ilustração era para o TNTema, o tema era Faroeste, porém não terminei a tempo (na verdade ainda não está pronta, esse é só o fundo dela. quem sabe em 2009 ela fica pronta)

Este foi um estudo de uma estampa para Litografia.

o resultado foi quase semelhante.

Um projeto de desenho que iniciei esse semestre inspirado em trabalhos da artista Mira Schendel. ( se alguém quiser dar uma olhada nesses trabalhos que me inspiraram é só ir na Estação Pinacoteca em São Paulo.)

esse foi o primeiro estudo. o segundo esta mais limpo. e pretendo chegar em algo mais e mais leve. uma cor, camadas e linhas.

E para Finalizar, esse rabisco aqui totalmente descontraído

só pra dizer que ano que vem esses caras vem pra SP e eu Vou estar lá cantando as musicas que povoam meus dias. hehe

2009. espero que seja bom para todos a minha volta de alguma forma.

abraços!

Devaneio

 

No Silêncio

 

Aquilo que fica no silêncio

E que nada pode acordar

Aquilo que morrerá comigo

Quando tudo acabar.

 

 

Aquilo que não posso te dizer

Aquilo que não quer escutar

São marcas do que pode acontecer

São coisas que não quero deixar.

 

 

Tem coisas que massacram no silêncio

Palavras que morrem na garganta

Desejos são presos no peito.

Mutilações de possíveis mudanças.

 

 

Quantas alegrias morreram no silêncio

Quantos “quase” se fizeram no vazio

Quantos caminhos acabaram destruídos,

quantos sonhos se perderam consigo.

 

 

Para você que me deixou ir

Que não quis lutar com medo de se ferir

Que não me deu aquilo que merecia,

Espero que encontre o que você queria

Espero que não se perca em mórbidas fantasias

Espero que pare de fugir.

 

 

Para você que me segurou,

Que quebrou o silêncio que me suprimia

Que com um olhar fez de musica a minha sala.

Espero estar contigo a cada momento.

Espero ser este o fim do tormento

Espero encontrar o que me levaram no vento.

Sereia – Desenho 69/Devaneio 24

Técnica: Lápis de cor, grafite, acrílica + Photoshop

Este foi feito para o Tntema, sereias.

Sereia

 

Nunca estive em solo no mundo

Tenho inúmeras vidas a minha volta

Nunca nadei sozinha, mas sigo solitária.

 

Nunca me viram como eu sou de fato

Não fora do meu mundo.

Mas se um dia eu sair,

tenho medo do que farão de mim

 

Não sou como imaginam

Não tenho o que desejam

Não sou estranha ou comum.

 

Um dia eu me aventurei

Por terras que não conhecia

Receberam-me com alegria ou era apenas ironia?

 

Cai em mãos, rastejei em desejos

Caminhei? Dei passos ilusórios

Fui presa em armadilhas.

 

Meu ultimo pensamento foi dor

Minha ultima alegria o desconhecido

Minha ultima saudade: meu mar de fantasia.

 

Pierrot 2 – Toda Alegria tem Fim

técnica= Photoshop + tablet.

Nossa foi difícil refazer essa ilustração do Pierrot (minha primeira participação no Blog Tntema)

além de estar em época de provas na facul, cheio de coisas para fazer, o meu pc não ajudou muito.

Travando, desligando e o “inteligente aqui” esquecendo de salvar.

Fora que além de treinar pintura na tablet, também tava brincando com perspectiva que ainda tenho algumas deficiências.

Toda alegria tem fim, ao fim do carnaval.

 

Sim, chega a hora que as mascaras caem.

Que as rosas secam

Que o confete não vai estar mais lá.

 

Chega a hora em que temos que dizer adeus

O momento de pedir aos céus…

Um pouco mais de tempo.

Um pouco mais de contentamento

 

Sim, vai chegar a hora que não vou estar com você

Vai chegar a hora que irá me perder.

Não que seja desejo meu,

Não que você desconheça o que perdeu.

Sei que todos nós faremos escolhas

Sei que todos regam suas próprias folhas.

 

Na quarta caem as mascaras…

Na vida podem cair a qualquer momento

Toda alegria tem fim

Toda mentira também.

Mas nem mesmo a verdade é redentora

Em um mundo de soluções predadoras.

 

Toda tristeza tem começo

Do fim pouco conheço

E da alegria ninguém sabe quando começa

Mas a todo o momento sente-se ela partindo.

 

Desenho 67 – Devaneio 22 – Nus

Técnica: nanquim, papel jornal, acrilica e photoshop

+ modelo vivo.

 

técnica: Lapis de cor, guache, acrilica, nanquim e um pouco de photoshop

Estas ilustrações foram feitas para o Blog TNTema o nu artistico, vale apena ir lá e ver os trocadilhos e as belas artes.

Nu

 

Em meio ao vento frio,

O sopro percorre meu corpo

Não sinto um simples calafrio

Estou planando no topo.

 

O topo da vaidade

Na frágil cadencia da verdade

Desprovido de mascaras e de receios

Caindo em profundos devaneios

 

Sem força e sem coragem

Sem coletes sem vantagem

Só seu e o meu partidos

Só o Não e o Ser, perdidos.

 

Não tente me julgar

Não posso suportar

Sem santidade e sem perfeição

Sem castidade e sem paixão.

 

Estou caindo em um precipício

Estou voltando para o principio

Estou pedindo a sua ajuda,

Em dois segundos a despedida.

 

 

Desenho 66 – Devaneio 21 – Lacuna

Retrato feito tendo um fotografia como referencia

Técnica: extrato de nogueira sobre papel, finalização Photoshop

Lacuna

 

“A Sua falta é uma lacuna…

Tão real e sólida quanto aquelas

Que mantêm em pé

O prédio ao qual você não está.

E o que antes era a dor de esperar alguém

Que não se sabe que virá,

Hoje é a dor da certeza,

De que você não vai estar lá.

Por outro lado é leve,

Pois não tenho por que de desejar,

Nem motivos para me forçar.

Apenas a bela saudade,

E o conforto de pensar em você,

Bem, ou tentando bem estar,

Às vezes longe, às vezes no mesmo lugar.

Às vezes a culpa é apenas do céu,

Da impressão que nos dá,

Que o sol andou, e com ele mudou

Tudo e todos de lugar…”

Guerreira – Desenho 65 – Devaneio 20 – E se todas as rosas…

Técnica: Nanquim, Pintura Digital.

Olá a todos, como fim de férias terminei a cor dessa ilustração que é um pouquinho velha, o desenho eu devo ter feito a uns dois anos, por isso não gosto muito do resultado da arte final, proporção e tudo mais. como eu já tinha começado a colorir resolvi terminar pra treinar.

abraços a todos.

e mais um devaneio.

E ainda que todas as rosas nascessem vermelhas

E como se na dor fosse mais bonito vê-las

E se nada fosse um grande vazio

E sem sentido vagássemos por entre as estrelas…

Ou se perdendo como um gato vadio

A procura de algum novelo…

 

Ainda assim seria dor a vida,

Seria êxtase e desespero

Pois nada é tão certo quanto o incerto

Nada é tão verdade quanto à falta do verdadeiro,

Nada é apenas nada quando tocamos o concreto.

 

E ainda que todas as rosas crescessem belas

E toda sua vida dependesse delas

E se o vermelho fosse o seu sangue

E as pétalas desabrochassem nas batidas de seu coração

Nada disso seria tua certeza

E nada porém, seria em vão.

 

Capas Fabulário – Devaneio 19

Técnica: colagem, fotomontagem – photoshop

Capas do Fabulário “Special Edition # 1”

 

 

Olá a todos, para quem não sabe, faço parte de um grupo de discussão de ficção fantástica nas artes (o Fabulário) onde produzimos uma revista independente. Estas foram as capas da nossa primeira edição totalmente em inglês, estamos a caminho da segunda edição em português com contos, artigos, resenhas, quadrinhos, ilustrações e etc.

 

Para ficar sempre por dentro das novidades do Fabulário visite nosso blog que tem sempre alguma postagem interessante sobre assuntos relacionados ao universo fantástico.

 

E em seguida mais um devaneio

.

São folhas o vento e cais.

 

São folhas, são ventos, são águas.

 

São mastros, o frio, e o cálido.

 

São pétalas, escárnios e fantasias.

 

São lagrimas que os olhos assediam.

 

São belos sonhos in-reais,

 

São belos… distantes temporais.

 

São carne e sangue divididos.

 

São os que não pode ser unidos.

 

São bocas, beijos e abraços,

 

São desejos que não serão realizados

 

São rosas que morrem no armário

 

São poemas e amores rejeitados.

 

São folhas que ao vendo são levadas

 

Pra as margens das águas salgadas

 

E nos mastros de um frio navio,

 

Se leva um cálido coração partido.

 

São pétalas, são lagrimas…

 

São todas as coisas que foram deixadas.

 

Fantasias de dias inesquecíveis

 

São belos sonhos… sonhos que não podem ser vividos.

 

São rosas, beijos e temporais,

 

São tudo que amei e me distanciam do cais

 

São tudo que não tenho,

 

E tudo que eu finjo não querer mais.

 

Distantes e Dissonantes – Devaneio 17 – Desenho 59

Técnica: Água tinta, e caneta nanquim
(gravura em metal)

Distantes e Dissonantes

É fácil se desejar
É compreensível se querer
É humano se enganar
É triste não saber…

É estranho esperar
Sem ao menos saber o que!
É constante o sonhar…
É distante o viver…
Eu…
Você…
Distantes…
Inconstantes…
Dissonantes…

Eu que aqui a imagino
E continuo do mesmo jeito a viver
Você do mesmo modo
A mercê de outros braços
De outros abraços
De outras palavras
Que não as minhas…
Que aqui sozinhas
Esperam por nascer
Esperam por você…

Desculpe-me todos que visitam o “Desenhos e Devaneios” por não ter atualizado por tanto tempo, para compensar o sumiço devido a compromissos que não me permitiram escrever e desenhar, além de mais um Devaneio, segue alguns estudos ainda não finalizados de nanquim e também a ultima ilustração que fiz para o Tntema.


Técnica: Nanquim s/ Canson


Técnica: Nanquim s/ Canson

Técnica: Caneta Nanquim, Lápis, Xilo e Photoshop
Alien estranho, Tntema.

Desenho 57 – Péssimos e um pouco de sua História

 

Técnica: caneta e photoshop

Péssimos

Este é um anjo da guarda um pouco diferente.
De aparência, tem uma semelhança comigo
Psicologicamente nem tanto.

O nosso amigo Péssimos, além de estressado
É, até no nome meio pessimista.
Acredite, com a sorte que ele tem você também seria.

Seu antigo cliente era vocalista de uma banda de metal famosa
Que por ética de trabalho não podemos citar nomes.

Em uma festinha abençoada, Péssimos se envolveu com algumas diabinhas
Se distraiu, e quando foi ver, já era tarde de mais
Seu cliente, acabou morrendo.

A “Gerencia”, que gostava muito da banda, ficou furiosos com nosso anjo.
E como penitencia, ele esta encarregado de assegurar que seu novo cliente,
Que esta destinado a se tornar o Presidente do Brasil, não morra. Pois se isso acontecer, ele perderá suas asas, e vai para o inferno. e quando digo o inferno, não estou falando a primeira classe (churrasco, mulherada, piscininha aquecida)
e sim o inferno na classe econômica, uma visão tão medonha que poucas coisas na terra podem se comparar. (uma cena bem próxima é o pessoal entrando no metro Brás as 7:00 da manhã) eu sei, eu sei… pavoroso.

Ai você me diz “ pó, então ele não é tão azarado assim, vai cuidar do futuro presidente!”
É ai que vocês se enganam.

Este aqui é o Felicios. Como vocês podem ver ele só tem um olho. (uma longa história) na proxima vez que ele aparecer por aqui , explico hahaha
Eles são dois personagens que criei para um projeto de tirinhas, não continuei as tiras, mas eles são personagens que gosto muito.
Finalmente atualizando (sim, minhas provas acabaram na facul, mesmo assim to cheio de trabalhos ainda)

abraços a todos que por aqui passarem.

 

Desenho 56 ( Auto-retrato TnTema ) Devaneio 13 e 14 ( Eu…) e ( Eu 2)

 

Finalmente atualizando!

Por falta mais de estimulo do que tempo, fiquei sem terminar umas 5 ilustras hahaha, vou termina-las e em breve aparecerão aqui!

por hoje, mais uma para o TNTema. Auto-retrato.

e Devaneiso que são auto-retratos.

Eu….

Eu sou o meu destino
Eu sou a minha esperança
Eu sou os meus desejos
Eu sou minha abonança.

Eu sou o avesso do comum
Eu sou a cópia do que desconheço
Sou o caminho desconhecido
Sou o que sempre volta ao começo

Sou o que ama veladamente
Sou o que te deixa rosas no armário.
Eu sou o que se esconde de si mesmo
Eu sou o que se conhece no espelho
Eu sou apenas o que sou…
Não ser o que quero é o meu medo.
Não ter o que sonho é minha sina.

Eu 2

Sou estrada
Não sou estação
Sou pegadas,
Sou apenas ilusão

Não sou um porto
Sou o mar…
Eu sou o vento
Que vai te levar.

Não sou o sonho,
Sou apenas o sono,
Não sou a felicidade
Mas levo até ela…

Sou o corredor
E não o quarto ou sala
Não sou cômodo algum.

Sou o vácuo do silencio
Sou o que se cala entre seus pensamentos.

Sou o inconstante e o mutável,
Sou o que não pode ter nem desejar
Pois nada fica por mim,
Tudo passa, leva-me um pedaço…
E deixa-me ao descaso.
Sou o que proporciona amor…
E nunca, porém, é amado…

Sou transparente,
Por muitas vezes invisível,
Mostro-te o desprezível,
Convenço-te do indivisível.

Mas e você quem é?
O melhor de mim pode levar,
Eu não vou me importar.
Não peço nada em troca,
Dou o que acho que devo dar,
Por isso posso me machucar,
Você…
Talvez nem vá ligar…
Mas serei sempre a janela
Que te mostrará um belo luar.

Coletânia TNTema – Devaneio Já que tão Distante


Coletânea TNtema, esses foram alguns dos desenhos que fiz para o blog que gosto muito, não tinha postado eles por aqui ainda então ai vai!

é engraçado ver a diferença dos primeiros, agora contudo, estou tentando desenvolver esse estilo mais “sujo”. e também vou buscar algo mais realista com mais camadas e mais “dimensões” nos próximos.
(ainda devendo a Fada 2)

Super kids- fantastic Four, Páscoa: littler rabbit, Monstros: Monster, Fantasy: lazy Gnome (Duende folgado)

http://tntema.blogspot.com

Devaneio

Já que tão distante.

Jaz em versos de despedida
Aurora de beleza nunca antes vista
Quase mágica no meigo inclinar em seu ombro
Um sorriso que facilmente te conquista

Em momentos importunos me visita
Leva-me por instantes a sua presença,
Inquieto-me, pois sei que longe vagueia,
Numa inalcançável dimensão,
Enraizada, ecoa como uma bela canção.

Tão diferente e singular
Apaixonante em um doce olhar
Onde se esconde carinhosa e egoísta.

Deixem que caminhe livre e bela,
Inspiração de força que é somente dela.
Sei que um dia… quando se encontrar, nela ira se rebelar.
Tão belo sonho se entrega ao demérito.
Antes, fecha os olhos ao que lhe entrego.

Na calma noite sonhas… e sei que terás,
Tudo que merece e o mínimo que desejas
Então agradeço tudo que a mim entregas.

Se perdendo no tempo – Desenho 42 “Natividade” – Devaneios 10 Hoje em dia


Natividade, ou a inatividade… o Nativo…. aqueles que não pudemos ser…
Estou gostando dos resultados dos meus trabalhos novos… este aqui é lápis grafite, conté sangüínea e caneta nanquim, tudo isso junto com manchas de estrato de nogueira e uma pitada de xilogravura… acabamento e cores digitais! hehe E mais um devaneio…

Hoje em dia

hoje em dia
os dias mais claros nascem,
mas cedo crescem…
e em dias assim…
são mais longos e confusos,
são mais lotados…
dias que eu preferia me trancar no quarto…
dias em que somos refens do tempo…
e como sempre por ele somos controlados…
nos traz a inrealidade, e a ilusão de que ele exite realmente…
na verdade ele eh vento…
as vezes leve… as vezes pesado..
um sopro rapido descontrolado
a brisa lenta inconstante…
na verdade eh apenas a morte…

E Esta ilustração foi para o TNTema http://www.tntema.blogspot.com/
o tema era desenho animado… esses foram uns dos quais eu me lembrei
também queria muito fazer do caverna do dragão, doug, e outros…
mas bom ainda os farei! hehe abraços

Nossa que estranho! – Desenho 41/ Devaneio 9


Aqui vai um novo… a série da fada tem continuação, mas vai ter que esperar um pouco.
esse eu fiz com aquarela e lapis de cor e a finalização foi digital. O papel é a alma do desenho
fazer uma aquarela antigamente me deixava frustrado, ainda não tão contente sigo feliz com materiais mais decentes… hehe

em seguida mais um Devaneio

Sobre o inconcebível

Há quem um dia dirá
Que em seu caminho
Nada se cumprirá

Este alguém em constate conflito
Vai se desfazer aflito,
Quando de longe o avistar

Montado em sua glória
Vestido de vitória
Com muito para contar

Não completo, no entanto,
Pois seu coração ingrato
Não quis te acompanhar

Vagueia ele e tão triste
pois perdido existe
e não vai se encontrar

Mais para aquele que o inveja,
A tua total felicidade festeja
Querendo no fundo te apunhalar

Com asas cortadas por mentiras
Correntes mais fortes que a saudade
Vê seu amor seguir as sereias.

E há quem um dia dirá
Que é impossível infeliz estar
Pois de fora é fácil dizer
Mas só de dentro pode se perceber
O que para os outros é inconcebível…

Fada – Desenho 40

Olá … aqui vai um novo, esse tem uma mistura interessante que pretendo estudar melhor.

Fada 1

Fadados à imensa solidão
Vivendo em tristes pesadelos
Fugindo de seus medos
Mas sempre caindo mais no abismo

Suas asas a tiram do chão
Mas não lhe dão liberdade
Pois a onde for será perseguida
Se esgueiram por sua vida

E se ao menos o dia nascesse
E se ao menos o sol chegasse
E levasse consigo todo medo
E lavasse a sobra do que foi perdido

Nos olhos que fechados se contorcem
Nos braços que apenas não obedecem
Revela-se a triste certeza
Que somente dor lhe trás a sua beleza

Em florestas mais densas que a própria duvida
Entre olhares que uma luz surda
Clareia sons inimagináveis
É onde a levaram por mentes instáveis.

A lua Devaneio 7 Desenho 24

a lua dos solitários..
a lua dos apaixonados…
a lua dos meninos pobres…

na noite sem estrelas ou flores
perdido entre tristezas e amores
que se perdem no tempo
sozinhos… ao relento.

brilhando na escuridão
sua luz não traz satisfação
intermináveis momentos
de inexplicável rejeição
enquanto lagrimas chegam ao chão.

na noite sem estrelas
em um céu sem compaixão
na lua que lampeja
e na solidão festeja
para nos lembrar apenas
que não exite razão

Desenho 11 Em busca da Felicidade

O Café com leite de sempre : Nanquin em canson e pintura digital.

Eu gosto desses personagens românticos, este remetendo ao teatro a Tragédia e a comédia. fiz pensando no desejo de todos em buscar a felicidade.

Agente sempre busca por aquilo que não tem,
Sempre temos aquele conceito encravado em nossas mentes sobre a felicidade,
E todos, estamos sempre em busca da felicidade de alguma forma e algum lugar…
As vezes a temos nas mãos, a sentimos e deixamos passar pensando que não era ela
As vezes apenas a observamos como algo difícil de se alcançar, como se estivesse muito distante, as vezes pensamos que o outro a tem fácil e nós penamos por um pouco dela. E não vemos a fortuna que temos.
Até ai tudo bem… estamos sempre atrás de ilusões mesmo! Uma a mais ou a menos…
Na verdade nada disso importa realmente… o que importa é simplesmente a busca por ela mesma. Todos buscam algo pra si, pro mundo… tentando fazer de sua existência alguma coisa com sentido… alguns vão conseguir outros não… temos apenas que saciar essa sede por algo bom dentro de nós pra ter alguma vontade de continuar… por isso busquem sempre…

show